Agenda

agosto 2022
D Sb
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3

Sindicaliza-te

LOGOTIPO SINDICALIZACAO

Ponto Seguro

ponto seguro

Visitantes

Temos 280 visitantes e 0 membros em linha

Visualizações de artigos
2431089

 

Privatização da fiscalização da Carris

AutocarroCarrisO STRUP/ FECTRANS foi surpreendido pela publicação em Diário da República, no dia 1 de junho, de um concurso para entrega a privados da fiscalização comercial da Carris, com um contrato que se pretende anual, podendo ser alvo de duas renovações, com um valor de 2 milhões e duzentos mil euros.

Contactado o CA - Conselho de Administração da Carris, este confirmou que se trata de um concurso de qualificação prévia, em que pretende aferir das condições das empresas que se candidatem, para cumprir o contrato e que tal se deve ao objetivo de aumentar os efetivos nesta área.

O STRUP/ FECTRANS consideram esta opção da gestão da Câmara Municipal de Lisboa/CA da Carris completamente contrária, aos objetivos, de desenvolvimento e crescimento da empresa, que deveriam ser a principal preocupação da sua gestão.

As más experiências tidas com a “Strong” e a “2045”, deveriam ter servido para demonstrar que a aposta no desenvolvimento desta área, deveria assentar na existência de meios próprios da empresa, avançando para a abertura de concurso interno para os trabalhadores da área do tráfego, procurando aí (em quem conhece o serviço) as soluções de estabilização de um quadro de trabalhadores da fiscalização, mesmo que isso significasse aumentar as admissões para motoristas e guarda-freios, mantendo as possibilidades de reconversões quando elas se verificarem e não rejeitando a contratação direta de trabalhadores do exterior para ocuparem estes postos de trabalho, se se revelasse insuficiente a dotação pelo concurso interno.

 A opção de entregar a um privado 2 milhões de duzentos mil euros, pela execução deste contrato, levanta-nos igualmente sérias dúvidas, quanto à sua razoabilidade económica.

Contas feitas, acrescentando ao vencimento auferido hoje pelos trabalhadores da fiscalização, com o subsídio de refeição e os encargos patronais para a TSU, estes milhões dariam para pagar durante 1 ano (14 meses) a 96 trabalhadores.

Há efetivamente um negócio...mas este só é vantajoso para o privado vencedor.

Informação por email

5º Congresso

LOGO 5 CONGRESSO Versão Final

Videos CGTP-IN

IPTRANS - Formação

IPTRANS OfertaFormativa2022

Formação

FormacaoProfissional2021


 Av. Álvares Cabral 19, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: fectrans@fectrans.pt

Direitos de autor © 2022 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.