Cabecalho1.png
#gruemenu.grue

Tradutor

ptenfrdees

Petição

LOGO PETICAO PRECARIEDADE 250

Agenda

novembro 2017
D Sb
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2

Video

Visitantes

Temos 26 visitantes e 0 membros em linha

NaoCeda1MetroO Metropolitano de Lisboa EPE, esteve nos últimos quatro anos de Governação da maioria PSD/CDS-PP, a ser preparado para ser privatizado. Empurraram-se mais de 300 trabalhadores para "rescisões amigáveis" e para o desemprego, descapitalizaram a Empresa, encerraram 18 postos de vendas, diminuíram o número de carruagens na linha verde, aumentaram o tempo de intervalo entre comboios, diminuíram a velocidade de circulação de 60 para 45Km/h, degradaram a manutenção e a limpeza de comboios e estações. Passou-se de uma exploração comercial onde raramente se registavam atrasos, interrupções ou supressões, para o seu oposto, com incidentes de exploração todos os dias.

Comunicado STRUP/ML

grevecarrisO CA continua a querer debater clausulas, afim de prejudicar direitos adquiridos há muito pelos trabalhadores, sendo elas a clausula do LP (que apesar de não estar a ser efetivado, tem consagração no texto atual), assistência na doença e complementos de reforma para os vindouros, propondo cortes nestas matérias, sem nada em troca e mantendo ainda as propostas de aumento da carga diária de trabalho até às 10 h e a duração semanal até às 50h.

Comunicado Carris 04

GreveCarrisBusJun2016O CA diz que já tem todo o processo de uma possível integração na contratação coletiva estudado e preparado, e se necessário para ser entregue “amanhã”, onde contemplam anuidades e diuturnidades, carreiras profissionais, progressões na carreira, entre outras; mas que nada disto poderá avançar sem o aval positivo da Tutela Financeira.

Comunicado STRUP/CarrisBus

MetroLisboaComo é do conhecimento geral foi aprovado no passado dia 9 de Junho, na Assembleia da República, a Lei, que estabelece o regresso à total autonomia jurídica das empresas: Metropolitano de Lisboa, Carris, Transtejo e Soflusa que, sem qualquer suporte legal, se encontravam aglutinadas sob a Marca Transportes de Lisboa, de acordo com as orientações do anterior Governo.

Ler mais...

GreveCarrisBusJun2016Os trabalhadores da CarrisBus iniciaram uma semana de luta com paralisações parciais de manhã e de tarde, em defesa da negociação de um Acordo que valorize os seus salários, que combata o trabalho precário e pelo retorno da empresa à Carris.

Ler mais...

ConcenttracaoMetroCarris27Out2015Não existindo agora qualquer denúncia, na prática o que a Lei determina é que deixa de haver prazos para a vigência do AE. Ou seja o atual AE mantêm-se em vigor até que alguma das partes volte a apresentar uma nova denúncia e se retomem os prazos de negociação. Agora podemos negociar alterações pontuais e uma nova vigência do AE, sem qualquer “cutelo sobre o pescoço”.

Comunicado STRUP/ML

NaoCeda1MetroSob a capa da “Transportes de Lisboa”, que nunca deixou de ser apenas uma marca comercial, pela ausência de figura jurídica autónoma, o Conselho de Administração anterior promoveu, de forma ilegal, uma reestruturação destas quatro empresas, desenvolvendo uma política de terror destinada promoção da saída de muitos trabalhadores de cada uma destas, à quebra da unidade em torno da defesa dos direitos conquistados, do bom nome de cada uma das empresas e do seu serviço público de qualidade.

Comunicado STRUP/ML

 

ManifestacaoCarrisAs muitas ações levadas a cabo pelas estruturas sindicais da FECTRANS e do STRUP, quer junto dos grupos parlamentares, quer do ministério, quer do próprio 1º ministro (a última realizada no dia 18 de maio), tendo como exigência a retirada da denuncia dos AE's, criaram as condições para que o C.A. da Carris, na reunião realizada no passado dia 1/06, tivesse finalmente transmitido que decidiu proceder à retirada desta denúncia, apresentada pela administração anterior.

Comunicado Carris 02/2016

STCPAs Organizações Sindicais signatárias reuniram no passado dia 25 de Maio, com o Conselho de Administração da STCP, tendo como objectivo a obtenção de um acordo, relativo ao pagamento de descansos compensatórios, devidos por prestação de trabalho suplementar no período compreendido entre 2003 e 2011.

 

Comunicado conjunto

 

Informação por email

10º Aniversário

AlmocoComemorativo

Aplicação Telemóvel

Instale a aplicação FECTRANS para telemóvel. Use um leitor de QR code ou acesse AQUI pelo telemóvel

App

Parentalidade

parentalidade botao

Ponto Seguro

ponto seguro