Cabecalho2.png
#gruemenu.grue

Tradutor

ptenfrdees

Agenda

novembro 2017
D Sb
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2

Video

Visitantes

Temos 112 visitantes e 0 membros em linha

DIREITOSX1Há muito que alertamos para a falta de trabalhadores nas empresas de transportes, situação que põe em causa um serviço público de qualidade e que está a gerar o aumento do trabalho precário, através da contratação de empresas de trabalho temporário, para substituirem os trabalhadores das empresas que deveriam ser efectivos.

Ler mais...

intervencaoCongressoCGTO2016A FECTRANS, como federação sectorial da CGTP-IN no sector dos transportes e comunicaçoes, participa no XIII Congresso da central sindical, onde numa intervenção feita por Abílio Carvalho, membro do Secretariado, fez um balanço sobr a sua intervençao na defesa dos trabalhadores das empresas do sector.

Ler mais...

PlenarioAssembleiaRepublicaNa intervenção contra as normas negativas da proposta do Orçamento do Estado, que afectam os trabalhadores das empresas públicas e o serviço público, a FECTRANS reunirás com o Grupo Parlamentar do PS no dia 25 pelas 10,30h e com o Grupo Parlamentar do PCP no dia 29 pelas 11 horas.

Ler mais...

ConcentracaoSantaApolonia20Jan2016A proposta de Orçamento de Estado para 2016, é contraditória nas suas medidas que contém aspectos positivos, outras menos positivas, inaceitáveis contra as quais os trabalhadores lutaram na contestação à política de exploração e empobrecimento do governo do PSD/CDS.

Comunicado Geral 02/2016

manif1maio2012

Numa análise rápida à proposta de Orçamento de Estado do actual Governo constata-se que tem algumas linhas contrárias às seguidas pelo governo anterior, que irão ter reflexos no rendimento dos trabalhadores, que acaba com o roubo dos complementos de reforma, medidas que consideramos positivas, mas constata-se que o governo claudicou perante a chantagem e pressão da direita e das instâncias europeias, mantendo uma linha de ataque aos trabalhadores das empresas públicas, de que destacamos:

Ler mais...

AEForcaLeiA vida tem vindo a demonstrar que a manutenção da vigência da do decreto-lei 133/2013, que define o regime jurídico do sector público empresarial e empresas públicas, não resolveu nenhum problema relevante das empresas e apenas serve para impor limitações à contratação colectiva, através do seu artigo 18, que impõem a redução do valor do trabalho extraordinário, do subsídio de refeição, trabalho nocturno, ajudas de custo, tornando-o imperativo relativamente à contratação colectiva, pelo que urge ser revogado e, nesse sentido, a FECTRANS irá dinamizar iniciativas com esse objectivo, de modo a que o Governo ou a Assembleia da República acabem com uma legislação inadequada e que serve para justificar constrangimentos no funcionamento das próprias empresas.

reformadosMetro4Dez2013Os reformados do Metropolitano de Lisboa e Carris não deram tréguas ao anterior governo, quando confrontados com o roubo dos complementos de reforma e, hoje, podemos dizer que foi uma luta vitoriosa porque na passada sexta feira viram ser aprovados na Assembleia da República, com os votos do PCP, PS, BE e Verdes, a actual maioria parlamentar, que assim deu inicio à reposição deste direito dos reformados.

InscricaoParedeO final do ano passo e os primeiros tempos deste ano, são caracterizados com um conjunto de medidas de reposição de direitos dos trabalhadores e respostas a diversas reivindicações sindicais, que animaram a luta durante os últimos anos. Se é verdade que já registámos respostas importante a reivindicações da luta dos trabalhadores do sector, isso não nos pode levar a concluir que deixou de haver motivos para lutarmos, bem pelo contrário, porque continuamos com muitos problemas por resolver.

Comunicado Geral 01/2016

Informação por email

10º Aniversário

AlmocoComemorativo

Aplicação Telemóvel

Instale a aplicação FECTRANS para telemóvel. Use um leitor de QR code ou acesse AQUI pelo telemóvel

App

Parentalidade

parentalidade botao

Ponto Seguro

ponto seguro