Cabecalho Sindicaliza Te 2020


 

×

Mensagem

Failed loading XML... attributes construct error Couldn't find end of Start Tag rss line 1 Extra content at the end of the document

FectransLogoApesar do estado de pandemia e da situação complexa em que o País está mergulhado, que é aproveitada pelo patronato, apoiado nas medidas do governo para atacarem os salários e os direitos laborais, os Sindicatos da Fectrans, na linha das decisões da última reunião da Direcção, tem desenvolvido uma intensa actividade de esclarecimento e mobilização dos trabalhadores.

Neste período registaram-se diversas acções, tais como:

  • 3 plenários/paralisação no Metro de Lisboa
  • Cordão humano
  • Concentração dia nacional do ferroviário
  • Plenário de trabalhadores da Renascimento/Veolia
  • Marcha dos trabalhadores TVDEs
  • Greve na CAT
  • Manifestação de trabalhadores dos CTT nos 500 anos da fundação dos correios
  • Plenários na empresa do grupo Carris
  • Plenários de trabalhadores dos CTT
  • Plenário/paralisação na Soflusa

Paralelamente a acção reivindicativa desenvolve-se com apresentação de propostas de revisão das convenções colectivas, cadernos reivindicativos e com a intervenção pela defesa da saúde dos trabalhadores e de utentes neste quadro de pandemia.

O país e os trabalhadores precisam de medidas que combatam a pandemia e, ao mesmo, tempo que dinamizem a actividade económica dentro das medidas de protecção exigidas a cada momento, o que não acontece com os estados de emergência.

As sucessivas medidas que têm vindo a ser avançadas pelo Governo para responder aos problemas económicos e sociais agravados pela epidemia continuam marcadas por um profundo desequilíbrio a favor do capital. Não só não respondem à situação, como se verifica que muitas empresas, aproveitam para instrumentalizar a situação que o país atravessa e intensificar a exploração.

O ataque às condições de trabalho desenvolve-se não só no plano da segurança e saúde dos trabalhadores nos locais de trabalho e nas deslocações para os mesmos, como no ataque aos direitos e remunerações, no crescente bloqueio da contratação colectiva e na tentativa de limitar a liberdade sindical.

O estado de emergência não suspende os direitos sindicais, nomeadamente o direito dos trabalhadores se organizarem e lutarem, nem suspende o exercício da actividade sindical.

Está em discussão a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2021 não responde às reivindicações dos trabalhadores no sentido de promover uma mudança de rumo que garanta as suas necessidades e as do País, embora contenha algumas medidas que, de forma muito insuficiente.

É fundamental que, na fase da discussão ainda em curso, se introduzam alterações que traduzam a opção pela valorização do trabalho e dos trabalhadores, pelo apoio à recuperação económica e ao desenvolvimento soberano do País, medidas de garantia de retribuições e do emprego, de investimento nos serviços públicos e das Funções Sociais do Estado.

Neste momento difícil com que os trabalhadores se confrontam com enormes problemas, a intervenção sindical é mais importante que nunca e, como a vida tem demonstrado, no actual contexto, muitas vezes os trabalhadores só nos sindicatos encontram apoio para responderem à resolução dos seus problemas.

Nesse sentido a DN - Direcção Nacional da FECTRANS, decide:

  • Saudar todo os trabalhadores que resistem e lutam na defesa dos seus interesses de classe, na certeza que este é a única forma de melhorarem as suas condições de vida e trabalho;
  • Que a partir da apresentação das propostas reivindicativas em cada sector e empresa, deve-se desenvolver uma campanha de contacto com os trabalhadores, com o fim de assinatura do postal de apoio às suas reivindicações, nomeadamente;
  • Aumento dos salários em 90€ por trabalhador no mínimo de 850€;
  • Redução do horário de trabalho e combate à sua desregulamentação;
  • Redução da idade legal de reforma;
  • Combate à precariedade com a passagem a efectivos de todos os trabalhadores que ocupem postos de trabalho permanente;
  • Defesa da componente social e pública do sector, que passa pela renacionalização das empresas que foram privatizadas e pela criação de uma nova “Rodoviária Nacional” integrada no sector empresarial do estado.
  • Realizar no dia 10 de Dezembro, de manhã, uma acção de luta com a mobilização de dirigentes, delegados e activistas sindicais, em Lisboa, junto ao Ministério do Ambiente e depois junto à residência do primeiro-ministro, na qual se levará para a rua as lutas nas empresas/sectores e as principais reivindicações dos trabalhadores.
  • Saudar os trabalhadores dos CTT que estarão em greve nos dias 30 de Novembro, 1 e 2 de Dezembro, numa luta pelo aumento dos salários e renacionalização da empresa, que devido à gestão privada têm visto degradar o serviço postal universal.
  • Considerar importante a acção da estrutura sindical nas empresas do grupo IP, que realizará um plenário no dia 3 de Dezembro de manhã em frente ao Ministério do Trabalho.
  • Tendo as questões especificas e urgentes que se colocam no sector privado rodoviário de passageiros, dinamizar a partir da reunião de dirigentes do sector a realizar dia 4 de Dezembro de 2020, 14 horas, uma campanha e acções de luta pela:
  • Defesa da contratação colectiva e pelo aumento dos salários, redução dos horários e dos intervalos de descanso, pela defesa dos postos de trabalho e dos direitos.
  • Realizar uma reunião com as Comissões de Trabalhadores do sector dos transportes e Comunicações, no dia 3 de Dezembro pelas 14,30h, conforme convites já enviados.

Apelar à mobilização e intervenção dos dirigentes, delegados e activistas sindicais de todas as empresas e sectores, na luta pela valorização do trabalho e dos trabalhadores e pela melhoria das condições de vida e trabalho.

Tradutor

Agenda

janeiro 2021
D Sb
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
19 Jan. 2021
10:00AM - 01:00PM
Reunião com ANTRAM
20 Jan. 2021
04:00PM -
Reunião sobre o sector do Táxi
26 Jan. 2021
10:00AM - 04:00PM
Reunião da direcção da FECTRANS

Informação por email

Sindicaliza-te

LOGOTIPO SINDICALIZACAO

Videos

IPTRANS

logo iptOferta Formativa

Veja aqui ------>>>>>>

Visitantes

Temos 590 visitantes e 0 membros em linha

Estatistica

Visualizações de artigos
1387517
Hoje
Ontem
Semana
2385
5639
8024



 Av. Álvares Cabral 19, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: fectrans@fectrans.pt

Direitos de autor © 2021 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.