SNTCT Selo Neto Cunha20 de Dezembro Greve nos CTT - para já nalguns locais de trabalho…… uma luta que, a manter-se esta ignomínia da Gestão dos CTT poderá alargar a outros.

É esta a resposta que se impõe a mais uma das muitas investidas da actual Gestão dos CTT contra os trabalhadores que, com o seu trabalho e dedicação, sustentam a vida da Empresa.

Trabalhadores que sustentam a vida da Empresa cuja Gestão só se preocupa com os dividendos dos accionistas e “manda para as urtigas” a qualidade do serviço que lhe está concessionado, o património físico e de imagem que levou 500 anos a construir e, neste caso, tenta descartar um trabalhador acidentado em serviço.

Sem entrarmos em pormenores o ataque ao Carteiro António Neto da Cunnha, do CDP de Ermesinde, deveria envergonhar os senhores que habitam os últimos pisos do Edifício Báltico, se o conceito de vergonha, se o conceito de decência, ainda ali morassem.

A situação é de tal forma que o SNTCT viu ser-lhe dada razão na Providência Cautelar que interpôs no Juízo de Trabalho de Valongo, do Tribunal Judicial da Comarca do Porto, que condenou os CTT a reintegrarem este trabalhador e a atribuírem-lhe as funções que vinha exercendo e a manterem o pagamento da sua retribuição e subsídios, com os descontos e benefícios inerentes.

CTT, cuja Gestão revanchista e sem escrúpulos, não só não cumpre a decisão do Tribunal e mantendo o indecoroso despedimento deste trabalhador cujo único crime foi ter-se acidentado em serviço como, Iindecorosamente, desde Agosto que o mantém sem recursos sabendo que, devido à sua condição de Trabalhador Subscritor da Caixa Geral de Aposentações, o António Neto Cunha nem tão pouco tem direito ao chamado “subsídio de desemprego”.

Porque este despropósito e esta vergonha não podem, nem vão continuatr, os trabalhadores CTT dos locais de trabalho abaixo referidos têm estado em luta.

Em luta porque solidários com António Neto Cunha e porque esta questão diz respeito a todos – hoje é António Neto Cunha amanhã, pode ser um qualquer outro dos mesmos que estão com os mesmo condicionalismos..

Estes trabalhadores, para já só estes, têm estado a reunir em Plenários desde o dia 2 de Dezembro (ver mapa) decidiram mandatar o SNTCT para decretar Greve para os seus locais de trabalho para o próximo dia 20 de Dezembro.

Que exigem? Que os CTT respeitem o seu trabalhador António Neto Cunha e cumpram a decisão do Tribunal.

Plenários (realizados e a realizar) nos Centros de Distribuição Postal (CDP) e no Centro de Produção e Logística Norte (CPLN)...

2 Dezembro     – CDP Ermesinde

3 Dezembro     – CDP Carvalhos

4 Dezembro     – CDP Vila Nova de Gaia

                              – CDP 4000/4050 Porto

5 Dezembro     – CDP Matosinhos

6 Dezembro     – CDP Braga

                             – CDP Gondomar

9 Dezembro    – CDP 4100/4150 Porto

10 Dezembro  – CDP 4200/4300 Porto

11 Dezembro  – CDP Maia

                             – CPLN (Maia)

12 Dezembro – CDP Barcelos

13 Dezembro – CDP Vila Nova de Famalicão

16 Dezembro – CDP Póvoa de Varzim

17 Dezembro – CDP Fafe

18 Dezembro – CDP Guimarães

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

Visitantes

Temos 81 visitantes e 0 membros em linha

Protocolo

Informação email

Cargas e descargas

CargasDescargas

REGISTE AQUI AS SITUAÇÕES DE INCUMPRIMENTO RELATIVAS ÀS CARGAS E DESCARGAS

Agenda

No mês passado janeiro 2020 Próximo mês
D Sb
week 1 1 2 3 4
week 2 5 6 7 8 9 10 11
week 3 12 13 14 15 16 17 18
week 4 19 20 21 22 23 24 25
week 5 26 27 28 29 30 31

Ponto Seguro

Guia da parentalidade