#gruemenu.grue

barcos soflusa transtejoTemos referido que a vida irá demonstrar se a falta de medidas concretas, por parte do actual governo do PS, para resolver os problemas com que as empresas públicas se debatem, é apenas uma questão de incapacidade, impossibilidade, ou se, pelo contrário, é uma intenção premeditada para vir a justificar o retomar com vista a justificar processos de privatização, como o que a presidente da Câmara de Almada, do PS, veio a público defender relativamente ao transporte fluvial no Tejo.

O caminho para garantir um serviço público de qualidade à população, passa por manter as empresas Transtejo e Soflusa no quadro das empresas públicas, dotadas dos meios necessários e com um plano de investimento que recupere a frota e comece a perspectivas a sua renovação.

Estas empresas têm que estar inseridas num plano de mobilidade das populações da área metropolitana de Lisboa, com preços sociais e incentivadores na utilização dos transportes públicos e não podem ser transformadas em ferramentas de lucros de empresas privadas como defende a senhora presidente da Câmara Municipal de Almada.

Que dirá o Governo e o MInistro do Ambiente?

Tradução

ptenfrdeitrues

48º Aniversário

48anoscgtp

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 51 visitantes e 0 membros em linha

Informação email

Agenda

No mês passado dezembro 2018 Próximo mês
D Sb
week 48 1
week 49 2 3 4 5 6 7 8
week 50 9 10 11 12 13 14 15
week 51 16 17 18 19 20 21 22
week 52 23 24 25 26 27 28 29
week 1 30 31

Guia da parentalidade

Ponto Seguro