RyanairA FECTRANS manifesta toda a solidariedade com a luta dos trabalhadores da Ryanair, que iniciam amanhã uma luta pelo cumprimento da legislação nacional nas suas relações de trabalho.

Repudiamos mais uma “inovação” do governo no que concerne aos serviços mínimos que, pela sua dimensão, indicia o prosseguimento no sentido de limitar o direito à greve constitucionalmente consagrado.

Tradução

ptenfrdeitrues

Protocolo

4º Congresso

Visitantes

Temos 182 visitantes e 0 membros em linha