QueremosSalarioNa reunião hoje havida no Ministério das Infraestruturas referente à revisão do AE da CP, o governo transmitiu a informação que, em resposta à nossa reivindicação de aumento de salário para todos os trabalhadores, a título excepcional, poderia avançar até um valor de 0,5€/dia, ou seja 15€/mês para todos os trabalhadores, a partir de agora, mantendo as propostas anteriores referentes às restantes cláusulas pecuniárias.

Pela nossa parte dissemos que é uma muito curta para se iniciar um caminho de reposição do valor real dos salários, conforme afirma o primeiro-ministro.

Por outro, referimos que nesta negociação tem que estar presente o acordo de Fevereiro de 2018, em que o governo/administração assumiu retroactivos a 1 de Outubro de 2018.

Entendemos que, no quadro das medidas que estão anunciadas o aumento dos salários é estratégico para fixar os actuais trabalhadores, que detêm o conhecimento sobre o caminho de ferro e criar melhores condições para a admissão de outros e para isso o governo tem que fazer opções e acabar com a “ditadura” financeira na gestão das empresas públicas, porque se pode servir para "dourar" os números das contas do Estado, traduzem-se, isso sim, em degradação do serviço público.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

Visitantes

Temos 94 visitantes e 0 membros em linha

Protocolo

Informação email

Cargas e descargas

CargasDescargas

REGISTE AQUI AS SITUAÇÕES DE INCUMPRIMENTO RELATIVAS ÀS CARGAS E DESCARGAS

Agenda

No mês passado janeiro 2020 Próximo mês
D Sb
week 1 1 2 3 4
week 2 5 6 7 8 9 10 11
week 3 12 13 14 15 16 17 18
week 4 19 20 21 22 23 24 25
week 5 26 27 28 29 30 31

Ponto Seguro

Guia da parentalidade