LutaEmefA comunicação social noticiou que a EMEF, em 2018, obteve resultados positivos de 6,4 milhões, número que demonstra que esta empresa passou a ter como objectivo os resultados em vez de ser um elemento chave em todo o sistema ferroviário.

Um conjunto de problemas com que a CP se debate, tem origem no desinvestimento e redução drástica de trabalhadores que faz com que a EMEF não tenha capacidade para reparar, renovar e manter o material circulante da CP em condições operacionais e a situação não é pior porque  há competência técnica dos seus trabalhadores, aos mais variados níveis, que garantem padrões de segurança.

Mas pelos vistos esta incapacidade até gera lucros e talvez seja por isso que as medidas necessárias não aparecem.

Com estes resultados não pode a administração da EMEF invocar dificuldades no processo de negociação que se retoma amanhã pelas 16 horas.

Continuamos a considerar que o caminho é o retorno da EMEF à CP, com o objectivo central de estar ao serviço da empresa mãe, sem deixar de aproveitar outros mercados em que intervém, ou posso vir a intervir e isto depende apenas da vontade política.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 130 visitantes e 0 membros em linha