MetroPortoPorque a administração da Via-Porto/Barraqueiro (empresa que operar o Metro do Porto) não tinha apresentado qualquer proposta ao SNTSF/FECTRANS, foi entregue um pré-aviso de greve para os dias 25 de Dezembro e 1 de Janeiro, perante o qual, finalmente, a administração apresentou uma proposta, que após negociação levou às condições para um acordo.

Neste acordo destacamos:

Um prémio de 200€, para compensar a ausência de aumento de salários entre 1 de Abril e 31 de Dezembro deste ano.

A partir de 1 de Janeiro de 2019, a tabela e restantes cláusulas de expressão pecuniária terão um aumento de 2,75% e em Janeiro de 2020 serão actualizadas em função da inflação do próximo ano.

Criação de um subsídio de diário de 2€, para os trabalhadores que iniciem e/ou terminem o serviço entre as 23h00 e as 07h00.

Subsídio de quilometragem a partir de 1 de Janeiro de 2019, no valor de 0,01€ por km conduzido e de 0,02€ a partir de Janeiro de 2020.

Fixa-se como máximo no horário diário dos agentes de condução a amplitude máxima de 09h00, incluindo o tempo de refeição.

Perante este acordo, as greves atrás referidas foram suspensas.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 205 visitantes e 0 membros em linha