CordaoHumanoCpCarga28Jan2016Porque o contexto em que a luta foi marcada se alterou, apesar da suspensão da greve marcada para o dia de hoje na CP-Carga, foi realizado o cordão humano com activistas sindicais, num protesto contra a decisão do Ministério do Planeamento e Infraestrutura de concretizar o plano de vendas desta empresa decidida pelo governo anterior, apesar de, durante a campanha eleitoral, o PS ter reconhecido que esse processo estava a ser conduzido de forma nada transparente, mas que não foi suficiente para o respectivo Ministro, ter ganhado coragem política para travar um processo ruinoso para o País, por duas ordens de razão:

Razões de fundo, considerando que os Sectores Estratégicos da nossa economia devem estar nas mãos do Estado e que o transporte ferroviário de mercadorias é um Sector Estratégico;

Razões circunstanciais, face ao processo de privatização em concreto, com inúmeras situações irregulares e ilegais, de que temos dado conta ao Tribunal de Contas, e onde se destaca a questão amplamente denunciada de a empresa ser vendida por 2 milhões depois de o Estado a capitalizar em mais de 116 milhões.

Continuamos a defender que, apesar da empresa ter sido vendida que é preciso que:

Que sejam tornados públicos todos os documentos e contornos deste negócio;

Que a Assembleia da República discuta este processo e analise todas as suas consequências;

Que o Tribunal de Contas emita a sua opinião sobre este processo de privatização.

A nossa luta de hoje foi de protesto contra a decisão do governo e não na base de um conflito laboral com o actual patrão, com o qual temos reunião na próxima terça-feira, dia 2, onde se discutirá que tipo de relações laborais futuras, que para nósa têm que passar:

Pelo cumprimento do Acordo de Empresa que se aplica na Cp-Carga;

Pela reposição das normas do AE no que concerne a diuturnidades e evoluções profissionais, com a contagem dos tempos e avaliações destes últimos anos, em que esteve suspensa a valorização das remunerações nos termos do OE, o que não significa que estivessem suspensas as normas de contagem e as avaliações profissionais;

Que se negoceiem novos salários e se melhore a contratação colectiva.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

Visitantes

Temos 94 visitantes e 0 membros em linha

Protocolo