Cabecalho Sindicaliza Te 2020


 

DeclaracaoConjuntaApós a reunião da Comissão de Acompanhamento do Acordo Quadro sobre Cargas e Descargas, que contou com a presença do Ministro das Infraestruturas, as organizações sindicais que fazem parte dessa comissão, reuniram no dia 18, onde analisaram todo o processo e também a situação no sector e acordaram uma declaração conjunta.

Comunicado conjunto

TEXTO DA DECLARAÇÃO

As organizações sindicais signatárias deste documento vêm desta forma manifestar a sua satisfação em relação ao que foi ontem anunciado pelo Ministro das Infraestruturas e Habitação relativamente às cargas e descargas. Afirmando que esta matéria será regulada por via legislativa, a ser publicada tão breve quanto possível, assim que a proposta de lei seja aprovada pelo conselho de ministros e promulgada pelo Presidente da República.

Importa relembrar que estas organizações sempre e desde o primeiro momento, afirmaram que a via legislativa deveria de ser o caminho a seguir e o tempo veio demonstrar que tínhamos razão e provar isso mesmo,

No entanto, valorizamos a importância que a Comissão de Acompanhamento e a elaboração do Acordo Quadro tiveram, mas estes, por si só, não resolveram o problema. Agora importa desde já programar uma eficaz fiscalização, sendo por demais importante reforçar tanto a ACT como o IMT, em meios técnicos e humanos, uma vez que estas serão as entidades responsáveis por tal fiscalização.

Apelamos, contudo, a que todos os trabalhadores motoristas cumpram na integra o CCTV, bem como a legislação agora proposta.

Foi longo o caminho até aqui chegarmos, foi determinante a opinião e unidade dos trabalhadores que acreditaram no trabalho desenvolvido, que resultou na posição conjunta das organizações sindicais,

Assim, os trabalhadores motoristas têm ainda mais razão e mais força para recusarem todas as situações em que o se pretenda a realização destas tarefas, incluindo, a recusa da assinatura de qualquer declaração que aponte em sentido contrário.

Nunca será demais apelar a todos a importância da união em torno da defesa das suas justas reivindicações por melhores condições de vida e de trabalho.

Estas organizações assumirão a defesa intransigente dos trabalhadores, pois consideram que os problemas do sector não ficam por aqui, disponibilizando-se para continuar, no respeito pela autonomia de cada uma, a manter o diálogo na procura de soluções para os demais problemas.

Destacamos, em particular, a revisão do CCTV, que as associações patronais recusam negociar, tal como é sua obrigação decorrente do conteúdo da convenção colectiva em vigor.

Assim, numa primeira medida, decidem concertar posições de pedido da negociação para a fase de conciliação, no âmbito da DGERT/Ministério do Trabalho.

Lisboa, 19 de Fevereiro de 2021

As direcções

da FECTRANS * do SIMM * do  SNMMP

Tradutor

Agenda

fevereiro 2021
D Sb
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 1 2 3 4 5 6

Informação por email

Sindicaliza-te

LOGOTIPO SINDICALIZACAO

Videos

IPTRANS

logo iptOferta Formativa

Veja aqui ------>>>>>>

Visitantes

Temos 30 visitantes e 0 membros em linha

Estatistica

Visualizações de artigos
1449568
Hoje
Ontem
Semana
785
4020
18218



 Av. Álvares Cabral 19, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: fectrans@fectrans.pt

Direitos de autor © 2021 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.