reivindicacoesFace à divulgação de declarações que tentam deturpar a intervenção da FECTRANS no actual processo de negociação no sector rodoviário pesado de mercadorias, temos a referir o seguinte:

A FECTRANS assinou no dia 17 de Maio de 2019 um protocolo, com os pressupostos de negociação da revisão do CCTV – Contracto Colectivo de Trabalho existente entre esta Federação e a ANTRAM;

Que apesar de decorrer já o processo de negociação directo com a ANTRAM, fomos solicitados a participar num processo de conciliação na DGERT em que estavam outras organizações, o que aceitámos, processo esse que assentava nos termos do nosso protocolo e de outros semelhantes subscritos pelas outras estruturas:

Nos referidos protocolos foram colocadas balizas temporais que também aceitámos, desde que fossem cumpridos os princípios da boa fé, que mais explicitamente transcrevemos “No decurso das negociações cumpridos os pressupostos deste protocolo, as partes comprometem-se a diligenciar pela criação e manutenção de um clima de diálogo e paz social mantendo o diálogo como forma de resolução de diferendos ou divergências entre as partes, até conclusão das negociações”;

Importa referir, que para além desta conciliação em que aceitámos participar de boa fé, estamos neste período em sede de revisão do CCTV que assinámos em 8 de agosto do ano passado com a ANTRAM e do qual já demos nota das suas evoluções no passado dia 2 de Agosto;

Postos estes esclarecimentos, a FECTRANS, não pode deixar de repudiar veemente todas as declarações, que tentam colocar em causa a sua idoneidade enquanto organização sindical de classe, que representa, por seu intermédio dos seus sindicatos, os Trabalhadores;

No actual momento mediático acerca do sector, na defesa dos reais interesses dos trabalhadores optámos por nos limitar a defender as nossas posições, a divulgar o resultado do nosso trabalho, fugindo a qualquer discussão lateral que apenas desvia a atenção daquilo que é essencial;

Portanto reafirmamos que continuaremos firmes e determinados, neste processo negocial, reconhecendo a sua complexidade, pela desinformação que nos rodeia, enquanto forem cumpridos os pressupostos acima referidos, pois não abdicamos dos nossos princípios, que hoje e sempre serão a defesa dos Trabalhadores que representamos e que são os únicos com os quais temos compromissos;

Não deixaremos que aos trabalhadores que a FECTRANS representa seja aplicado o Código de Trabalho, porque essa seria a melhor forma de favorecer o patronato na maximização da exploração;

Neste sentido, informamos que participaremos, como aliás já está devidamente anunciado na reunião de negociação com a ANTRAM, amanhã  pelas 9h30;

Muito pode ser o ruído, muitas podem ser as mentiras, mas em consciência e porque não fazemos alterações às propostas reivindicativas “à la carte”, seguramente dentro do tempo negocial que decidimos e após a devida discussão com os trabalhadores, iremos conseguir dar um novo impulso ao sector, melhorando o contrato pelo qual lutámos durante mais de 20 anos e que conseguimos assinar em 2018.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 136 visitantes e 0 membros em linha