Cabecalho Sindicaliza Te 2020


 

Em particular nesta fase de pandemia, tal como aconteceu em muitas empresas do sector rodoviário de passageiros, a gerência da Scotturb despediu os trabalhadores com vínculos precários (contratos a prazo) embora mantenha abertas candidaturas para admissão de trabalhadores com a mesmas categoria dos que mandou embora – motorista de serviço público.

Esta situação torna claro que a empresa tem falta de motoristas, logo todos os que estavam ou estejam com contratos a prazo, estão a ocupar postos de trabalho logo permanentes, logo esses contratos são ilegais e os trabalhadores deviam e devem ter vínculos efectivos à empresa e, desde já, é obrigação legal do dono da Scotturb readmitir os trabalhadores que despediu com o argumento do fim do contrato a prazo.

A ACT - Autoridade para as Condições de Trabalho tem sido chamada a intervir, mas sem eficácia, porque permite que a gerência da empresa mantenha estas práticas ilegais.

Tradutor

Agenda

agosto 2020
D Sb
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5

Informação por email

Sindicaliza-te

LOGOTIPO SINDICALIZACAO

Videos

IPTRANS

logo iptOferta Formativa

Veja aqui ------>>>>>>

Visitantes

Temos 97 visitantes e 0 membros em linha

Hoje
Ontem
Semana
1194
2253
30621

Estatistica

Visualizações de artigos
1183581



 Av. Álvares Cabral 19, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: fectrans@fectrans.pt

Direitos de autor © 2020 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.