PlenarioCarrisTur06072016A aprovação de uma greve no dia 22 de Julho próximo, com duração de 24 horas e realização de uma deslocação à residência do primeiro-ministro nesse mesmo dia, foram as conclusões centrais do plenário/paralisação dos trabalhadores da CarrisTur que continuam a lutar contra a redução dos seus salários, na forma de um “roubo” de 70€/mês, apesar de já haver o instrumento legislativo que permita resolver esta situação.

Para corrigir uma injustiça e uma ilegalidade encontram sempre uma vírgula para dificultar, mas o governo foi célere a aumentar o gestor da CGD de 16 para 40 mil euros, diferença que seria mais que suficiente para repor os salários devido aos trabalhadores da CarrisTur

 

Tradução

ptenfrdeitrues

Protocolo

4º Congresso

Visitantes

Temos 136 visitantes e 0 membros em linha