LinhaAmarelaScotturbMais uma vez a empresa Scotturb – empresa integrada nos interesses, em Portugal, Jacob Barata, capitalistas brasileiros – foi condenada em tribunal por práticas de assédio moral, agora na pessoa de um trabalhador, simultaneamente dirigente sindical.

Esta é uma empresa em que situações destas são recorrentes, de que resultou algumas condenações por assédio, por despedimento ilegal, etc., mas para os donos da empresa, parece que o crime compensa porque, apesar das condenações, as práticas continuam.

Aqui impera as práticas ilegais de recurso ao trabalho a termo, para ocuparem postos de trabalho permanente e, quando algum trabalhador reivindica o que tem direito, regra geral é confrontado com “castigos” na forma de colocação em parque, sem ocupação efectiva do porto de trabalho, ou seja sem conduzir, tal como aconteceu, quase dois anos, na situação agora julgada em tribunal.

Para os donos da Scotturb a legislação portuguesa fica na linha amarelo à entrada, porque existe uma deficiente intervenção dos serviços da Inspecção de trabalho que, se actuassem, esta empresa estaria a ser, sistematicamente, sujeita a coimas.

Tradução

ptenfrdeitrues

Protocolo

4º Congresso

Visitantes

Temos 116 visitantes e 0 membros em linha