#gruemenu.grue

Transporte Urbano

 ML ManifestacaoOs trabalhadores do Metropolitano de Lisboa vão reunir-se em plenário no próximo dia 25, onde discutirão a luta proposta pelos Sindicatos na forma de greve de dois períodos de 24 horas nos dias 1 e 3 de Agosto.

Ler mais...

STCP LutaSe na terça feira a administração da STCP não clarificar a sua posição relativamente ao cumprimento da aplicação do Orçamento do Estado no que concerne à reposição das carreiras profissionais e anuidades/diuturnidades, só nos resta passar a discutir com os trabalhadores da empresa, a dinamização do protesto e luta, porque, certamente, estes não vão aceitar que a administração não cumpra a lei e que, por esse motivo, sejam discriminados relativamente aos trabalhadores das restantes empresas públicas.

Ler mais...

NaoMexamDireitosCaso este processo negocial não evolua de forma favorável aos trabalhadores e a administração /CML teimem nas suas propostas sem qualquer espírito negocial, a inversão deste posicionamento só será possível com a disponibilidade de luta dos próprios trabalhadores, pelo que pensamos na defesa dos interesses de classe dos que trabalham na Carris, ser desejável que todas as ORT's se conjuguem para a convocação de um Plenário Geral, onde sejam discutidas as formas de luta que se revelarem necessárias, para concluir a revisão do AE de forma favorável aos trabalhadores.

Comunicado Carris 07/2017

Contraproposta da FECTRANS

STCP LutaPara a FECTRANS/STRUN a base de qualquer negociação é o AE em vigor, subscrito na altura pela FESTRU e pela STCP e, defendemos que, tal como se fez noutras empresas tuteladas pelo mesmo Ministério, o mesmo deveria ser republicado e passar a ser o Acordo de Empresa de todos os trabalhadores.

Comunicado STCP 01/2017

ML ManifestacaoQuanto à discussão do Regulamento de Carreiras, o STRUP/FECTRANS, afirmou não pretender negociar um novo regulamento, mas sim fazer algumas correções ao existente, muitas delas evidenciadas por todos os anos em que preparam a empresa para a privatização, contra a qual os trabalhadores tanto lutaram, até à assunção por parte do governo da manutenção do ML no Sector Publico Empresarial.

Comunicado STRUP/ML

Tirar DireitosA FECTRANS quer desde já deixar claro que, embora havendo condições para prosseguir a via negocial, caso a CML/administração persistam na via de retirar direitos por falta de vontade negocial, será importante o entendimento de todas as Organizações para a convocação de um Plenário Geral onde os trabalhadores possam decidir das formas de luta a levar a cabo e em fase final do processo, caso se consiga atingir um princípio de acordo, este seja levado a aprovação dos trabalhadores, sem prejuízo de cada Organização Sindical assumir a forma que entenda de consulta aos seus associados.

Comunicado Carris 06/2017

PanoCarrisNa proposta da administração da Carris duas questões ressaltam: não é dada qualquer resposta à proposta de FECTRANS de se registar este ano um aumento real dos salários dos trabalhadores da Carris e à diminuição, mesmo progressiva do horário de trabalho para as 35 h e embora sejam acolhidas algumas das propostas que efetuámos, são feitas outras de retirada de direitos, inaceitáveis à partida, porque não se vêem sequer quaisquer contrapartidas, como são a eliminação do direito ao pagamento a 100% dos complementos de baixa e a eliminação para os trabalhadores admitidos após 31/12/2016 do direito aos complementos de reforma e de sobrevivência, para os seus cônjuges.

Comunicado STRUP/Carris

CarrisBusA entrega da contraposta da CML, confere mais importância à presença de todos os trabalhadores no plenário do próximo dia 5/06, 2ª feira, na Praça do Município entre as 10 h e as 13,30, que será justificado e abonado pela empresa, nos termos da lei, assim como à continuação da luta através da greve, neste dia, entre as 13, 30 e as 17,30 h.,

Comunicado STRUP/CarrisBus

CarrisBus Manifestacao14Perante o “autismo” do presidente da CML, que continua a não ter tempo, para se empenhar num processo de diálogo com os trabalhadores da CarrisBus, estes em Plenário Geral , consideraram ser inaceitável esta fuga ao diálogo, assim como é inaceitável que recusando até agora a integração plena dos trabalhadores da CarrisBus na Carris, a proposta de Acordo de Empresa apresentada pela CML, para além de ser inferior aos direitos conquistados e inscritos no AE da Carris, é também inferior à regulamentação coletiva existente em outras empresas sob a responsabilidade da CML e no próprio Código de Trabalho, apostando assim a CML na continuidade da precariedade nas relações de trabalho, embora publicamente o vá negando.

Comunicado STRUP/CarrisBus

Tradução

ptenfrdeitrues

Noticias do sector

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 154 visitantes e 0 membros em linha