#gruemenu.grue

Transporte Urbano

STCP LutaSe na terça feira a administração da STCP não clarificar a sua posição relativamente ao cumprimento da aplicação do Orçamento do Estado no que concerne à reposição das carreiras profissionais e anuidades/diuturnidades, só nos resta passar a discutir com os trabalhadores da empresa, a dinamização do protesto e luta, porque, certamente, estes não vão aceitar que a administração não cumpra a lei e que, por esse motivo, sejam discriminados relativamente aos trabalhadores das restantes empresas públicas.

Ler mais...

NaoMexamDireitosCaso este processo negocial não evolua de forma favorável aos trabalhadores e a administração /CML teimem nas suas propostas sem qualquer espírito negocial, a inversão deste posicionamento só será possível com a disponibilidade de luta dos próprios trabalhadores, pelo que pensamos na defesa dos interesses de classe dos que trabalham na Carris, ser desejável que todas as ORT's se conjuguem para a convocação de um Plenário Geral, onde sejam discutidas as formas de luta que se revelarem necessárias, para concluir a revisão do AE de forma favorável aos trabalhadores.

Comunicado Carris 07/2017

Contraproposta da FECTRANS

STCP LutaPara a FECTRANS/STRUN a base de qualquer negociação é o AE em vigor, subscrito na altura pela FESTRU e pela STCP e, defendemos que, tal como se fez noutras empresas tuteladas pelo mesmo Ministério, o mesmo deveria ser republicado e passar a ser o Acordo de Empresa de todos os trabalhadores.

Comunicado STCP 01/2017

ML ManifestacaoQuanto à discussão do Regulamento de Carreiras, o STRUP/FECTRANS, afirmou não pretender negociar um novo regulamento, mas sim fazer algumas correções ao existente, muitas delas evidenciadas por todos os anos em que preparam a empresa para a privatização, contra a qual os trabalhadores tanto lutaram, até à assunção por parte do governo da manutenção do ML no Sector Publico Empresarial.

Comunicado STRUP/ML

Tirar DireitosA FECTRANS quer desde já deixar claro que, embora havendo condições para prosseguir a via negocial, caso a CML/administração persistam na via de retirar direitos por falta de vontade negocial, será importante o entendimento de todas as Organizações para a convocação de um Plenário Geral onde os trabalhadores possam decidir das formas de luta a levar a cabo e em fase final do processo, caso se consiga atingir um princípio de acordo, este seja levado a aprovação dos trabalhadores, sem prejuízo de cada Organização Sindical assumir a forma que entenda de consulta aos seus associados.

Comunicado Carris 06/2017

PanoCarrisNa proposta da administração da Carris duas questões ressaltam: não é dada qualquer resposta à proposta de FECTRANS de se registar este ano um aumento real dos salários dos trabalhadores da Carris e à diminuição, mesmo progressiva do horário de trabalho para as 35 h e embora sejam acolhidas algumas das propostas que efetuámos, são feitas outras de retirada de direitos, inaceitáveis à partida, porque não se vêem sequer quaisquer contrapartidas, como são a eliminação do direito ao pagamento a 100% dos complementos de baixa e a eliminação para os trabalhadores admitidos após 31/12/2016 do direito aos complementos de reforma e de sobrevivência, para os seus cônjuges.

Comunicado STRUP/Carris

CarrisBusA entrega da contraposta da CML, confere mais importância à presença de todos os trabalhadores no plenário do próximo dia 5/06, 2ª feira, na Praça do Município entre as 10 h e as 13,30, que será justificado e abonado pela empresa, nos termos da lei, assim como à continuação da luta através da greve, neste dia, entre as 13, 30 e as 17,30 h.,

Comunicado STRUP/CarrisBus

CarrisBus Manifestacao14Perante o “autismo” do presidente da CML, que continua a não ter tempo, para se empenhar num processo de diálogo com os trabalhadores da CarrisBus, estes em Plenário Geral , consideraram ser inaceitável esta fuga ao diálogo, assim como é inaceitável que recusando até agora a integração plena dos trabalhadores da CarrisBus na Carris, a proposta de Acordo de Empresa apresentada pela CML, para além de ser inferior aos direitos conquistados e inscritos no AE da Carris, é também inferior à regulamentação coletiva existente em outras empresas sob a responsabilidade da CML e no próprio Código de Trabalho, apostando assim a CML na continuidade da precariedade nas relações de trabalho, embora publicamente o vá negando.

Comunicado STRUP/CarrisBus

CarrisBus Plenario 18052017"Caso não seja dada resposta positiva à marcação de reunião com o Senhor presidente da CML, ao reinício do processo negocial e entrega dos cartões “LisboaViva” aos trabalhadores, nos mesmos moldes dos detidos pelos trabalhadores da Carris, os trabalhadores concretizarão uma greve no próximo dia 5 de Junho das 13.30 h às 17.30 e analisarão as formas de continuidade da luta em Plenário Geral, que será marcado para este dia, a partir das 10 h na Praça do Município, em Lisboa, e para o qual convidarão, quer o Senhor presidente da CML, quer os senhores vereadores."

Ler mais...

Tradutor

enfrdeitptrues

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 432 visitantes e 0 membros em linha

Informação email

Agenda

No mês passado junho 2018 Próximo mês
D Sb
week 22 1 2
week 23 3 4 5 6 7 8 9
week 24 10 11 12 13 14 15 16
week 25 17 18 19 20 21 22 23
week 26 24 25 26 27 28 29 30

Guia da parentalidade

Ponto Seguro