cabecalho1


 

TaxiDiversos trabalhadores do sector do táxi têm-se dirigido ao seu sindicato dando conta do que se está a passar, nomeadamente com uma elevada taxa de imobilização face à situação que se vive.

O governo está a anunciar medidas de apoio, mas que muitos destes trabalhadores vão ficar excluídos, porque apesar das denuncias que temos feito, nada foi feito pelas entidades competentes e este é um sector com muitos  problemas estruturais ao nível das relações de trabalho.

Um parte significativa destes trabalhadores laboram com vínculos de trabalho atípicos, ou mesmo com falta de qualquer vínculo.

Contratos à percentagem, ao dia, muitos dos quais sem qualquer incidência para a segurança social, ou apenas com descontos na base do salário mínimo, fazem prever enormes dificuldades para estes trabalhadores.

A solução com que muitos estão a ser confrontados, é de pararem a actividade sem qualquer remuneração.

Os problemas estruturais neste sector, faz com que os trabalhadores sejam carne para canhão.

Tradutor

Agenda

maio 2020
D Sb
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Informação por email

Videos

Visitantes

Temos 57 visitantes e 0 membros em linha

Hoje
Ontem
Semana
1385
2772
35727

Estatistica

Visualizações de artigos
1072709



 Av. Álvares Cabral 21, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: fectrans@fectrans.pt

Direitos de autor © 2020 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.