Sector TaxiUma delegação da CGTP e da FECTRANS, que teve a presença de Arménio Carlos, manifestou hoje a sua solidariedade com a luta no sector do Táxi, em defesa da igualdade de tratamento no sector, que o Governo não quer assumir, cedendo assim os interesses das multinacionais que controlam as plataformas digitais que são beneficiadas pelas posições do Governo.

Defendemos a necessidade de criar condições iguais para todos os operadores, a todos os níveis, incluindo no que concerne às relações de trabalho e à negociação colectiva.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 58 visitantes e 0 membros em linha