cabecalho1

#gruemenu.grue

Esta acção, que é apenas mais uma, numa luta certamente longa, mas da qual não desistiremo. O retorno ao posto de trabalho é um direito destes trabalhadores porque ocuparam postos de trabalho permanente, tanto assim é, que a administração da CP/EMEF, logo após a denúncia que fizemos desta situação, (que foi uma das primeiras medidas que assumiram após a sua tomada de posse), fez um pedido de autorização para admissão de 10 trabalhadores para aquela oficina.

Enquanto despediu estes, a administração da CP/EMEF obteve autorização para admissão de 7 trabalhadores, embora em termos precários, para as oficinas do Entroncamento, para dar resposta ao trabalho para a FERTAGUS, que é operador privado. Então porque demora tanto a autorização de admissão de trabalhadores para reparar o material da CP operador público, que é a dona da EMEF? Facilidades para os privados, dificuldades para o público?

Tradutor

ptenfrdeitrues

Agenda

maio 2018
D Sb
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31

Visitantes

Temos 124 visitantes e 0 membros em linha

Informação e-mail

Subscrever

Закажите монтаж системы отопления по лучшей цене в Киеве
Para receber a informação da FECTRANS por email, basta inscrever-se aqui
captcha 

Guia da parentalidade


FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações

Avenida Álvares Cabral, 15 a 21 * 1250-015 LISBOA        Telefone: 213 242 270    Fax: 213 424 843    Email: fectrans@fectrans.pt