Cabecalho2.png
#gruemenu.grue

Tradutor

ptenfrdees

Agenda

janeiro 2018
D Sb
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
Qua. Jan. 17, 2018 @09:00 - 13:00
Debate sobre os 20 anos da directiva postal europeia
Qua. Jan. 17, 2018 @14:30 -
Entrega da petição "Pela renacionalização dos CTT"
Ter. Jan. 23, 2018 @10:00 - 13:00
Reunião de Secretariado da FECTRANS

Video

Visitantes

Temos 55 visitantes e 0 membros em linha

CTT CarteiroÉvora pode vir a ficar sem correio, OU COM GRAVES ANOMALIAS NA SUA DISTRIBUIÇÃO, NAS PRÓXIMAS 2 SEMANAS, devido à luta que os trabalhadores têm que desenvolver entre as 00h00m do dia 19 às 24h00m de dia 20 de Outubro e à greve no segundo período de trabalho entre os dias 23 de Outubro a 6 de Novembro.

O conflito resulta da reestruturação programada pelos CTT no novo Estudo de Revisão de Giros que altera 90% da actual estrutura, eliminando 3,5 postos de trabalho naquele CDP.

Da anunciada reestruturação resultara ainda, se implementada, o aumento do agenciamento de giros (gente estranha aos CTT a executarem distribuição de correio substituindo Carteiros). Alterará ainda, para mais tarde, a entrada dos trabalhadores prejudicando a separação geral do correio e, logo, as horas em que o mesmo chegará a casa das pessoas.

Os trabalhadores vêem-se ainda confrontados com a criação de horários de trabalho com intervalos de descanso de 3 e 4 horas que assim obriga, fundamentalmente os que vivem longe de Évora a estarem “presos” ao seu local de trabalho até 14 horas.

Juntando a esta medida desumana, com a deslocação definitiva dos Carteiros de Arraiolos para Évora, os Carteiros de Arraiolos verão acrescido, se tal aberração for avante, em mais 20 horas o horário semanal em que têm que estar à disposição da Empresa (saírem de Arraiolos de madrugada para entrarem em Évora às 06:30, pegarem o serviço para distribuírem em Arraiolos e irem distribuí-lo, regressarem a Évora para saírem ás 18:30 e regressarem a casa muito depois das 19:00).

Neste processo anuncia-se ainda, ao que parece como objectivo, o encerramento das Estações de Correios de Arraiolos e Viana do Alentejo, transformando-as em Postos de Correio deslocando os trabalhadores do atendimento que ali se encontram para outras paragens.

O SNTCT decretou esta greve no seguimento da decisão tomada pelos trabalhadores nos dois plenários de trabalhadores que se realizaram no CDP de Évora em que os trabalhadores exigem, basicamente, A RETIRADA DO NOVO ESTUDO DE REVISÃO DE GIROS.

Amanhã, Dia 17 realiza-se um novo Plenário de Trabalhadores no CDP de Évora desta feita marcado pela Comissão de Trabalhadores dos CTT.

A Direcção Nacional do SNTCT

Informação por email

Aplicação Telemóvel

Instale a aplicação FECTRANS para telemóvel. Use um leitor de QR code ou acesse AQUI pelo telemóvel

App

Parentalidade

parentalidade botao

Ponto Seguro

ponto seguro