#gruemenu.grue
Terminou a greve, mas não terminou a luta
13 Jun. 2018 18:39Terminou a greve, mas não terminou a luta

Terminou às 12 horas o período de greve no sector ferroviário, que se iniciou às 00h de dia 12 ( [ ... ]

Leia mais ...
Greve em defesa da segurança e dos postos de traba...
12 Jun. 2018 15:50Greve em defesa da segurança e dos postos de trabalho

Com excepção dos chamados serviços mínimos, o dia de hoje é pautado pela supressão total da ci [ ... ]

Leia mais ...
Pelo aumento do salário na Carris
11 Jun. 2018 16:32Pelo aumento do salário na Carris

Num quadro em que os trabalhadores da CP, da EMEF, das Infraestruturas de Portugal, da Transtejo se  [ ... ]

Leia mais ...
  • Nova legislação laboral é uma declaração de guerra aos trabalhadores

    Jun 21, 2018 | 21:51 pm

    Nova legislação laboral é uma declaração de guerra aos trabalhadores Cerca de 800 dirigentes, delegados e activistas sindicais, provenientes de todo o país e de todos os sectores de actividade participaram, hoje, no Plenário Nacional de Sindicatos da CGTP-IN, no Fórum Lisboa, para analisar a actual situação político-sindical, discutir a revisão da[…]

  • Greves obrigam Lidl a repor pausas para lanhe

    Jun 22, 2018 | 14:35 pm

    Greves obrigam Lidl a repor pausas para lanhe Os trabalhadores dos entrepostos do Lidl vão ser ressarcidos pela retirada do período da pausa para lanche.Depois da grande adesão dos trabalhadores às greves realizadas em Dezembro de 2017 e Abril e Maio deste ano, decretadas pelo CESP – Sindicato[…]

Promovido pela FECTRANS, decorreu em Coimbra no dia 5 de Janeiro, um plenário de dirigentes sindicais do sector de transportes rodoviários pesados de passageiros, (sector privado) onde foi debatida a situação laboral neste sector e decidida a realização de uma acção informação e mobilização dos trabalhadores convergente a nível nacional que decorrerá no mês de Janeiro.

Esta acção, que envolve plenários de trabalhadores, onde serão aprovados os pareceres de repúdio pelo aumento do tempo de trabalho não pago, trabalho forçado ½ hora dia = 16 dias ano + redução de 4 feriados + a redução de 3 dias de férias = 23 dias de trabalho não remunerado – trabalho forçado por ano.

 

Nestes plenários e contactos dom trabalhadores também decorrerá um abaixo-assinado contra o aumento do horário de trabalho e serão ainda exigidos aumentos nos salários, para fazer face ao brutal aumento do custo de vida verificado no dia 1 de Janeiro de 2012.

 

Esta acção de informação e mobilização dos trabalhadores para a luta visa reivindicar junto das empresas do sector e da ANTROP os aumentos salariais na negociação colectiva, assim como a luta contra o trabalho forçado.

Tradutor

enfrdeitptrues

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 198 visitantes e 0 membros em linha

Informação email

Agenda

No mês passado junho 2018 Próximo mês
D Sb
week 22 1 2
week 23 3 4 5 6 7 8 9
week 24 10 11 12 13 14 15 16
week 25 17 18 19 20 21 22 23
week 26 24 25 26 27 28 29 30

Guia da parentalidade

Ponto Seguro