#gruemenu.grue
Pôr o comboio na linha - para servir a população...
06 Set. 2018 16:08Pôr o comboio na linha - para servir a população

No seguimento da reunião do passado dia 1 de Agosto e na base da declaração conjunta, realizou-se [ ... ]

Leia mais ...
Homologados requerimentos dos trabalhadores da EME...
04 Set. 2018 16:45Homologados requerimentos dos trabalhadores da EMEF no âmbito do PREVPAP

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas anunciou hoje a homologação dos 40 requerimento [ ... ]

Leia mais ...
EVA/Barraqueiro: Desafio para acordo
04 Set. 2018 16:11EVA/Barraqueiro: Desafio para acordo

A administração do Grupo EVA/Barraqueiro, perante a firmeza demonstrada pelos trabalhadores e demo [ ... ]

Leia mais ...
  • Novo Contrato Colectivo para o sector rodoviário de mercadorias

    Sep 18, 2018 | 09:53 am

    Novo Contrato Colectivo para o sector rodoviário de mercadorias Trabalhadores do sector do transporte rodoviário de mercadorias têm novo Contrato Colectivo de Trabalho desde o dia 15 de Setembro.Foi publicado no BTE – Boletim do Trabalho e emprego nº 34 , de 15 de Setembro, o CCTV – Contrato[…]

No fim de cada ano os portugueses são informados que aconteceu nas estradas portuguesas uma autêntica “guerra civil” com centenas de mortos e feridos graves e menos graves. Os resultados são apresentados como se a situação esteja a melhorar – NÃO SERÁ ILUSÃO?

Sobre as Escolas de Condução, quanto à qualidade do ensino nada se diz e até parece que o melhor é omitir para que os portugueses não saibam:

  • Que por força da precariedade laboral e mão-de-obra barata aplicada aos instrutores e directores de escola a qualidade do ensino tem diminuído;

  • Que muitas das vezes o ensino é ministrado por instrutores estagiários, que nada recebem para o efeito;

  • Que muitas são as escolas de condução que apostam em instrutores e directores de escola que estando habilitados para o exercício destas funções trabalham a tempo inteiro noutras actividades, fazendo algumas horas como instrutores e directores de escola. Estes últimos, em alguns casos passam pelas escolas uma ou duas vezes por mês para assinar os documentos necessários para que os alunos posam realizar os exames teóricos e práticos entre outras tarefas;

  • Que a competitividade saudável deu lugar a comportamentos de agressividade comercial muito acentuados. Estes comportamentos vieram desvalorizar a formação dos futuros condutores, bem como dos próprios instrutores de condução. As pressões exercidas por alguns proprietários de escolas, dedicadas apenas ao lucro instantâneo, limitam os instrutores e directores de escola no exercício das suas funções, levando a que o ensino de condução seja deficitário.

  • Que existem suspeitas de publicidade enganosa nos preços praticados nas cartas de condução por algumas escolas. Esta “política” empresarial parece apostar na reprovação dos seus formandos, lucrando assim com o valor dos acréscimos a que estes são levados a desembolsar posteriormente, para finalizarem o seu período de aprendizagem.

Seria interessante que o governo publicasse os resultados obtidos em sede de exames teóricos e práticos, por cada escola de condução e com base nos resultados fiscalizasse as mesmas.

Tradução

ptenfrdeitrues

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 140 visitantes e 0 membros em linha

Informação email

Agenda

No mês passado setembro 2018 Próximo mês
D Sb
week 35 1
week 36 2 3 4 5 6 7 8
week 37 9 10 11 12 13 14 15
week 38 16 17 18 19 20 21 22
week 39 23 24 25 26 27 28 29
week 40 30

Guia da parentalidade

Ponto Seguro